Páginas

11 de jun de 2010

Tefé: Atrasos nos salários e faltas de professores geram protestos na UEA

Manaus, AM

(da Folha de Tefé)

Os alunos dos cursos de Pedagogia, Física e Biologia realizaram na segunda-feira, pela manhã, uma manifestação em protesto contra o atraso de pagamento e a ausência de professores no Centro de Estudos Superiores de Tefé (CEST/UEA). A manifestação aconteceu em frente ao Campus do CEST.


Com faixas, cartazes e muito barulho, os acadêmicos fecharam o trânsito na Estrada do Bexiga, principal via de acesso à UEA. A interdição foi feita com um cordão de isolamento humano. Usando um megafone os alunos tentavam chamar a atenção de quem passava pelo local com gritos do tipo: "Queremos estudar!"

Uma ação da polícia pôs fim à interdição. Segundo o sargento Raimundo Naildo Mota Marinho, a polícia foi acionada através de denúncia pelo 190 e que ela teria ido ao local apenas para restabelecer a ordem, já que, segundo ele, o protesto estava causando transtorno ao trânsito. Depois da ação da polícia os alunos permaneceram em frente ao compus do Centro. Uma caminhada pelos corredores da universidade, com faixas e cartazes e com o grito de ordem "Queremos estudar e paguem os nossos professores", encerrou a manifestação.

Para Dinalva Severino Alves, 5º período de Biologia, o não pagamento dos professores em atraso implicará em problemas para as turmas. "Estamos aqui reivindicando os nossos direitos e da sociedade", completa.

Rayane Mara Gonçalves de Oliveira, 8º período de Biologia, se vê na iminência de ter o seu período comprometido e disse que a manifestação é um protesto pelo desrespeito aos alunos da UEA. "Só queremos que a universidade cumpra com as suas obrigações trabalhistas e que contrate os professores que estão faltando.

Para Herizângela da Silva Oliveira, presidente do Diretório Regional dos Estudantes (DRE), a manifestação foi um repúdio pela forma que a UEA está tratando os seus estudantes. Segundo ela, é inadmissível que questões administrativas inviabilizem a conclusão do período letivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário