Páginas

8 de mai de 2010

ZPEs do Amazonas: a visão equivocada Arthur Virgílio

Manaus, AM

O Senador Arthur Virgílio com boca cheia, orgulhosamente, anuncia a criação de duas Zonas de Processamento de Exportação (ZPE) em Itacoatiara e Tabatinga e propõe mudança no nome de Zona Franca de Manaus para Pólo Industrial da Amazônia Brasileira.

Mais uma vez o interior do Amazonas perde oportunidade pela visão equivocada de seus senadores e deputados federais e estaduais e governo local. É sabido que a solução para o desenvolvimento econômico do estado não está na atividade industrial totalmente artificial - os proprietários não são amazonenses - apenas interessada nas benesses fiscais, mas na atividade econômica autêntica e natural, qual seja o extrativismo, a agricultura e pecuária agroecológicos. Ao insistir na indústria que tem data para acabar (no ano de 2023) o Amazonas perde a oportunidade de desenvolver o interior, onde está a riqueza real do estado.

Como diz o empresário e comentarista da Rede Amazônica José Renato Santiago, a ZFM não é somente indústria, mas também extrativismo, agricultura e comércio. Na verdade temos de buscar como solução a substituição do modelo exclusivo industrial para o agroecológico. O projeto ZFM há tempos está desfigurado e essa burrada de Arthur e outros aprofunda esse processo.

Salvem a Zona Franca!

Nenhum comentário:

Postar um comentário